Quinta, 15 Abril 2021

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Goiás

Vacinação: Goiânia ultrapassa 69 mil doses aplicadas contra Covid-19, nesta quinta-feira, 18

Publicado em: Quinta, 18 Fevereiro 2021 17:07 Escrito por Luciana Gomides
Avalie este item
(0 votos)
Vacinas são aplicadas por profissionais experientes seguindo rígido protocolo de segurança Créditos da imagem: Divulgação Vacinas são aplicadas por profissionais experientes seguindo rígido protocolo de segurança

A Prefeitura de Goiânia já aplicou 69.061 doses da vacina contra a Covid-19. O balanço inclui pessoas com 84 anos e a aplicação da segunda dose da Coronavac em idosos institucionalizados e profissionais de saúde, grupos atendidos nas primeiras etapas do Plano Estratégico de Vacinação. Mais que números, a imunização segue rígidos protocolos de segurança, envolvendo profissionais experientes e estrutura adequada para o acondicionamento e manejo das 99.375 doses recebidas pela capital.

A vacinação contra a Covid-19 em Goiânia teve suas primeiras doses aplicadas em janeiro deste ano, começando pelos idosos institucionalizados e profissionais de saúde. Mediante o recebimento de novas doses em fevereiro (quadro detalhado abaixo), foi  possível ampliar os grupos atendidos, contemplando idosos acamados com idade a partir de 60 anos, pessoas com 85 anos ou mais e, finalmente, idosos de 84 anos. 

A estratégia segue as orientações do MS contidas no “Informe Técnico da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19”, e na Nota Informativa Nº: 2/2021 - orientações para a execução da campanha de vacinação contra a Covid-19 no estado de Goiás. Os dois documentos detalham as orientações quanto ao uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), registro do vacinado e, principalmente, o procedimento adequado para a conservação e administração das vacinas.

De acordo com as normativas, os imunizantes devem ser mantidos em temperatura de +2ºC e +8ºC nas câmaras frias/refrigeradas. A condição tem sido rigidamente seguida na capital, graças à ampla Rede de Frio com mais de 70 câmaras científicas espalhadas pelas salas de vacinação, além de uma câmara frigorífica de 69 m³ na sede da Secretaria de Saúde (SMS), no Paço Municipal. Cada câmara científica tem capacidade de 430 litros e pode conservar cerca de 34 mil doses (10 vezes mais do que as geladeiras convencionais).

Além disso, possui dispositivo contra surto (DPS) que mantém a tensão estável, evitando oscilações, além de uma bateria que pode manter a temperatura ideal por até 48 horas, caso falte energia. Já a câmara frigorífica consegue armazenar sozinha aproximadamente quatro milhões de doses de vacinas, dependendo do tamanho do frasco. O equipamento possui um gerador de energia em caso de emergência e é monitorada por plantonistas. Todas possuem ainda alarmes sonoros e aviso com ligação telefônica direta nos celulares cadastrados, acusando qualquer parâmetro fora do adequado com temperatura, porta aberta ou energia elétrica.

A estrutura faz com que Goiânia tenha capacidade para receber e distribuir com segurança as doses da vacina. "Poucas capitais brasileiras possuem uma estrutura semelhante à que temos em Goiânia e isso nos dá uma grande tranquilidade para recebermos as vacinas contra Covid-19 sem risco de perda", afirma o secretário de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso. Deste modo, a capital consegue, seguramente, imunizar 30 mil pessoas por semana.

Normas para aplicação

Os documentos preconizam os cuidados na guarda e manejo dos imunizantes, incluindo o transporte e procedimentos de aplicação. As doses saem direto da Rede de Frio, no Paço Municipal, em caixas térmicas adequadas para o acondicionamento, com termômetro externo. Isso é importante para acompanhar a temperatura de 2º C a 5º C indicada pelo Ministério da Saúde, uma vez que há componentes nos imunizantes que perdem a potência quando mantidos em condições inadequadas. 

A quantidade de doses é planejada conforme a demanda esperada em cada posto de vacinação. Laura Ferreira, coordenadora de vigilância epidemiológica no Distrito Norte, explica que também há cuidados no momento da aplicação. “O profissional faz a assepsia das mãos e só retira a dose da caixa quando ela realmente for administrada, mostrando o frasco para o vacinado e seu acompanhante”, explica. 

A aplicação é feita no braço esquerdo do paciente após a aspiração da dose e devida higienização do membro, “mostrando cada passo à pessoa que é vacinada ou acompanhante”, frisa Laura. O profissional ainda deve mostrar a seringa vazia, mostrando que a dose foi administrada para, em seguida, efetuar o descarte adequado. As equipes são compostas por profissionais treinados e experientes em campanhas de vacinação, comprovando a preocupação em trazer imunização segura à população goianiense. 

Balanço da vacinação 

Até o momento, 65.135 pessoas já foram imunizadas em Goiânia, entre profissionais de saúde e idosos de três grupos específicos. Seguem, em andamento, a vacinação dos idosos acamados com idade a partir de 60 anos, bem como das pessoas de 84 anos ou mais. Também está sendo aplicada a segunda dose da vacina Coronavac nos profissionais da saúde e idosos institucionalizados. Abaixo, segue os números detalhados da vacinação em Goiânia. 

Quantidade de doses recebidas

• 30.160 doses da Coronavac (primeira remessa em janeiro)
• 23.055 doses da Oxford/AstraZeneca (primeira remessa em janeiro)
• 46.160 doses da Coronavac (segunda remessa em fevereiro)
• 99.375 total de doses recebidas em Goiânia


Balanço Vacinação Goiânia - atualização 18/02

Primeira Dose

Trabalhadores da saúde: 50.324
Idosos de ILPIs: 771
Idosos acamados: 2.275
Idosos acima de 85 anos: 11.765
Total de idosos: 14.811
Total Geral - 1ª dose: 65.135

Segunda Dose

Idosos de ILPIs: 633
Trabalhadores da saúde: 3293
Total de idosos: 633
Total Geral - 2ª dose: 3926

Total Geral Vacinação Goiânia: 69.061

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!