Imprimir esta página

Goinfra celebra contrato para concluir obras do Hospital Estadual de Águas Lindas

Publicado em: Sábado, 22 Janeiro 2022 13:10 Escrito por Redação
Avalie este item
(0 votos)
Goinfra celebra contrato para concluir obras do Hospital Estadual de Águas Lindas Créditos da imagem: Goinfra

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), vai retomar as obras de construção do Hospital Estadual de Águas Lindas, com investimentos de R$ 87,2 milhões, recurso já empenhado. O presidente Pedro Sales assinou, nesta quinta-feira (20/1), o contrato com a empresa vencedora da licitação, que tem validade de 24 meses, porém, o Estado definiu um cronograma de trabalho intenso para encurtar esse prazo e finalizar a unidade em apenas um ano. “Fizeram de tudo para não concluir este hospital, mas vamos fazer e entregar”, frisa o governador Ronaldo Caiado, que lidera uma política pública de regionalização da saúde.

“A Goinfra já vai para o segundo hospital que era uma confusão de décadas no Estado. Resolvemos o hospital de Uruaçu em um ano. Acabamos de contratar e vamos solucionar também o Hospital de Águas Lindas em 12 meses”, assegura o presidente da Goinfra, ao se referir ao Hospital do Centro-Norte Goiano, entregue pelo Governo de Goiás no ano passado. “Muito em breve estaremos lá na cidade, com nosso prefeito, nosso governador, e toda população para celebrar essa vitória. Vamos para a obra, que Águas Lindas merece e precisa”, acentuou Pedro Sales.

Em live realizada na sexta-feira (21/01), o prefeito do município, Lucas Antonietti, destacou a retomada das obras como um marco para a saúde regional. “O maior sonho da população de Águas Lindas é ter esse hospital funcionando, sabemos que ele já foi usado como manobra política, e estamos aqui para ser transparentes”, ressaltou. “Tenho certeza de que o governador é um estadista com espírito municipalista, é médico e sabe o quanto vamos fazer o bem para uma população que é carente. Meu muito obrigado ao governador, ao presidente da Goinfra e ao secretário estadual da Saúde, levo o sentimento de gratidão dos moradores a cada um de vocês”, pontuou.

O presidente Pedro Sales e o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, também participaram como convidados. Em sua fala, Ismael Alexandrino enfatizou que o governador sempre manteve o Entorno do DF como prioridade para o Governo de Goiás. “É uma região muito populosa, que por anos e anos foi desassistida e que está calejada pelas falsas promessas. Então, esse hospital é um marco na gestão da saúde do governo Ronaldo Caiado. Destaco o apoio da Goinfra, que tanto tem se dedicado na questão das obras do nosso Estado. É uma entrega para a população de todo Entorno”, celebrou.

Presidente Pedro Sales reafirmou que Goinfra e Secretaria de Saúde estão bem alinhadas para repetir o sucesso da conclusão das obras do hospital estadual, em Uruaçu. “A empresa contratada fará uma operação de guerra na unidade de Águas Lindas”, asseverou, durante a live. “Nosso governo está muito bem estruturado para, mais uma vez, encerrar em um ano outra novela de décadas. É um compromisso de Estado, não só de governo, e é assim que ele será encarado por nós”, destacou.

Projeto ampliado

A construção da unidade hospitalar em Águas Lindas de Goiás foi iniciada pelo município em 2007, repassada ao governo estadual em 2013 e paralisada no ano de 2018 pela gestão passada. A responsabilidade técnica da obra, até então à cargo da Secretária de Estado da Saúde, foi assumida pela Goinfra no ano passado, quando foi identificada a necessidade de atualizar o projeto executivo original.

A área construída, no projeto inicial, era de 11,4 mil metros quadrados. Com a readequação, a unidade será ampliada para mais de 15,9 mil metros quadrados, com inclusão de várias unidades voltadas, principalmente, para o atendimento neonatal e obstetrícia.

O atual projeto inclui novas unidades, como banco de leite humano, banco de sangue/agência transfusional, 10 leitos de unidades de tratamento intensivo (UTI) neonatal, 10 de UTI pediátrica, 20 de UTI adulta e 32 de pronto atendimento, todos incluindo leitos em isolamento.

Além disso, a unidade de internação evoluiu de 32 para 42 leitos por bloco, o que significa 84 leitos. No total, o hospital terá 163 leitos e ambulatório com 22 consultórios, e ainda centro cirúrgico com oito salas. O novo projeto também inclui tomografia e mamografia na unidade de imagenologia, unidade de hemodinâmica nas proximidades do centro cirúrgico e centro obstetrício com três salas para cirurgias obstétricas, com acessos independentes.

Somado a tudo isso, a unidade de saúde terá cinco berços voltados para os cuidados e atendimentos de recém-nascidos considerados de médio risco e que precisam de uma atenção contínua após o nascimento. Também haverá três leitos para o acolhimento humanizado às mães e familiares desses bebês, por meio da supervisão e orientação dos profissionais de saúde da linha materno-infantil do hospital.

 

Fonte: Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra)

Compartilhar nas redes sociais