Quinta, 02 Dezembro 2021

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Polícia

Policiais militares são treinados para combater ataques a instituições financeiras

Publicado em: Quarta, 20 Outubro 2021 12:33 Escrito por Gisele Burjack
Avalie este item
(0 votos)
Policiais militares são treinados para combater ataques a instituições financeiras Créditos da imagem: Ademir dos Anjos

Na noite de terça-feira (19), a Polícia Militar do Tocantins, através do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e equipes auxiliares, realizou uma simulação de assalto a banco na Avenida Teotônio Segurado, próximo ao Palácio Araguaia em Palmas. A ação faz parte do treinamento do Plano de Cerco e Bloqueio da Capital, para dar resposta imediata em ocorrências desse tipo, com a participação, dos efetivos do 1º BPM, 6º BPM, BOPE, Batalhão de Polícia de Choque (BPCHOQUE), Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas (BPMRED), Agência Central de Inteligência (ALI), Sistema Integrado de Operações (SIOP), Corpo de Bombeiros Militar, Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) da Guarda Metropolitana, e da Agência de Trânsito, Transporte e Mobilidade (ATTM) de Palmas.

As ocorrências contra instituições financeiras na modalidade denominada  “novo cangaço” ou a sua evolução “domínio de cidades” têm se tornando cada vez mais frequentes em todo o país nos últimos anos. Essas modalidades criminosas têm sido praticadas por bandos criminosos que aterrorizam a população onde ocorrem essas ações.

“Os treinamentos em forma de simulados a ataques às instituições financeiras ou base de valores servem para treinar o efetivo, dificultar as ações criminosas, aperfeiçoar a tropa de modo geral, quer seja no tempo de resposta, observação dos possíveis locais de fugas, dificuldades encontradas com ocorrências mais complexas, reflexo das forças de segurança quando submetidas a adrenalina e situações que exigem uma resposta mais firme, como também a integração com outros órgãos de segurança do Estado, melhorando a prestação de serviço à população”, explicou o tenente-coronel Fioravan Teixeira, comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

Cerco e Bloqueio

A Operação Cerco e Bloqueio potencializa as ações da Polícia Militar nas vias que dão acesso à cidade e testa os mecanismos de comunicação em tempo real por meio do aplicativo PMTO Mobile , padronizando as ações, com o objetivo de dar uma resposta rápida e segura no combate a eventuais ações de grupos criminosos.

O Comandante da Companhia de Gerenciamento de Crises do BOPE, capitão PM Tadeu Franklin Barbosa de Moraes, responsável por coordenar a simulação, ressaltou que o mais importante nas simulações é a PM antecipar estratégias para atuar em possíveis ocorrências desta natureza.

“O 1º Batalhão, que é responsável por essa área, vem fomentando desde 2017, juntamente com o 6º Batalhão, o plano de cerco e bloqueio da cidade. Nesse momento foi realizado neste local e a gente tende a fazer também posteriormente na área do 6º Batalhão. Isso faz com que não só o BOPE, o BPCHOQUE, atuem e tenham êxito nas suas ações, mas toda a Polícia Militar, em conjunto com PRF, Guarda Metropolitana, Corpo de Bombeiros, ATTM, Polícia Civil e todo o sistema de Segurança Pública esteja envolvida na operação", ressaltou o Capitão PM Franklin.

“Ao final do exercício proposto, sempre analisamos nossos comportamentos, absorvemos o máximo de ensinamento e buscamos melhorar cada vez mais a forma de atuação para garantir a proteção necessária que a sociedade merece'', pontuou o comandante do BOPE, tenente-coronel Fioravan.

Também acompanhou de perto a simulação, o Chefe do Estado Maior da Polícia Militar, coronel Wesley Borges Costa, que ao final, fez questão de parabenizar a equipe responsável pelo treinamento e agradeceu a parceria entre as outras forças e órgãos de Segurança Pública que deram apoio e garantiram que o evento pudesse ser realizado sem intercorrências. “É sempre bom treinamentos e mais treinamentos, pois como é sempre dito: o combate fica mais fácil depois. O Comando da instituição, na pessoa do coronel Silva Neto, sempre tem pautado dar condições aos senhores de fazerem frente nas diversas situações, por meio das capacitações”, afirmou o coronel Wesley. A simulação ocorreu sem intercorrências, conforme o planejamento, seguindo todos os protocolos de segurança.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!