Sábado, 23 Outubro 2021

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Gaguim defende entrega de absorventes nas escolas e inclusão do item na cesta básica

Publicado em: Terça, 12 Outubro 2021 18:07 Escrito por Fernanda Cappellesso
Avalie este item
(0 votos)
O deputado recordou que com o aumento do desemprego e da pobreza e a queda na renda familiar tendem a agravar os problemas Créditos da imagem: Divulgação O deputado recordou que com o aumento do desemprego e da pobreza e a queda na renda familiar tendem a agravar os problemas

Gaguim é a favor da distribuição de absorventes íntimos para mulheres em situação de vulnerabilidade social. O deputado apresentou em agosto uma indicação ao Ministério da Economia pedindo a inclusão de absorventes femininos, coletores menstruais, tampões higiênicos e itens semelhantes na cesta básica e apresentou projeto de lei para que Kit Absorvente”, que seria composto por absorventes femininos, tampões higiênicos, coletores

menstruais ou produtos semelhantes, que constituem itens de higiene e

cuidados pessoais da mulher; papel higiênico; e sabonete, seja distribuído na rede pública de ensino. 

De acordo com o deputado, a sugestão e o Projeto de Lei levaram em consideração o estudo “Pobreza menstrual no Brasil: desigualdade e violações de direitos'', desenvolvido pelas Nações Unidas e que aponta que, por falta de recursos, meninas e mulheres não dispõe de infraestrutura e produtos para lidar com o ciclo menstrual. 

‘No documento enviado ao Ministro, ressaltei que  além dos aspectos diretamente associados à saúde, a pobreza menstrual também piora o absenteísmo escolar e impõe dificuldades para frequentar espaços públicos em geral e destaquei que essa realidade impacta também a autoestima e a saúde mental.  Também pontuei que o estudo das Nações Unidas destaque que, quando vivenciada desde a infância, a pobreza menstrual pode resultar em sofrimentos emocionais que dificultam o desenvolvimento individual’, explicou o deputado.

Gaguim disse ainda que sugeriu,  entre outras coisas, ao Ministro da Economia que uma Medida Provisória fosse editada para reduzir tributos federais sobre esses produtos femininos, a exemplo de sua inclusão na atual desoneração de produtos da cesta básica, cujas alíquotas de Contribuição para o PIS/Pasep e de Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) foram reduzidas a zero segundo a Lei nº 10.925, de 23 de julho de 2004.

O deputado também pontuou a Paulo Guedes que  que as propostas de Reforma Tributária precisam contemplar a desoneração desses produtos e que é importante incluí-los  como itens da cesta básica cujos tributos seriam diferenciados e reduzidos. Por exemplo, deveriam ser enquadrados entre os bens da cesta básica desonerados da Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS) prevista no Projeto de Lei nº 3.887, de 2020, de autoria do Poder Executivo

O Projeto de Lei

No último dia 7, o deputado apresentou  um projeto de lei que busca tornar real  a obrigatoriedade de fornecimento gratuito na rede pública de saúde e nas escolas públicas do ‘Kit Absorvente”, que seria composto por absorventes femininos, tampões higiênicos, coletores menstruais ou produtos semelhantes, que constituem itens de higiene e cuidados pessoais da mulher; papel higiênico; e sabonete. 

O texto apresentado pelo deputado diz que o Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) já se pronunciou sobre o assunto na Recomendação 21, de 11 de dezembro de 2020. No documento em questão, o CNDH recomendou ao Presidente da República, ao Presidente da Câmara dos Deputados e ao Presidente do Senado Federal a criação de um marco legal para superar a pobreza menstrual e a garantia de isenção de impostos de produtos.

O deputado recordou ainda que com  o aumento do desemprego e da pobreza e a queda na renda familiar decorrentes da crise econômica associada à pandemia de Covid-19 tendem a agravar os problemas relacionados com a pobreza menstrual em nosso País. Torna-se indispensável conferir a devida atenção a esse assunto, que causa transtornos a grande parcela de nossa população.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!